• R$ 29,00

    Shoptime
    +

    Neste livro, Maria Bicudo e Antonio Vicente Garnica apresentam suas idéias sobre Filosofia da Educação Matemática. Eles propiciam ao leitor a oportunidade de refletir sobre questões relativas à Filosofia da Matemática, à Filosofia da Educação, além de mostrar as novas perguntas que definem essa tendência em Educação Matemática. Neste livro, ao invés de ver a Educação Matemática sob a ótica da Psicologia ou da própria Matemática, os autores a vêem sob a ótica da Filosofia da Educação Matemática.

    Shoptime +
  • R$ 49,90

    Shoptime
    +

    Como se pensa a educação? Quais são os conceitos básicos, quem os formulou, em que termos, em que conjuntura histórica? Extremamente útil para educadores, filósofos, autoridades educacionais e, especialmente, alunos e professores de filosofia da educação, este livro é uma preciosa fonte de referência. Dicionário de filosofia da educação oferece um panorama claro e instigante que orienta o leitor através de termos e conceitos necessários, organiza e torna acessível os fundamentos, sempre em linguagem atraente e a partir de uma ótica atual. São mais de 150 conceitos descritos e analisados. Além disso, há referências cruzadas e um detalhado índice remissivo que servem como meio para levar mais a fundo a exploração do assunto.

    Shoptime +
  • R$ 36,10

    Shoptime
    +

    Este livro procura aprofundar os debates sobre o ensino de Filosofia. Ele revisa os principais temas: a questão dos critérios do professor para fazer a seleção de conteúdos e atividades escolares, o equilíbrio que deve haver entre as condições de ensino do professor e os direitos de aprendizagem do aluno, as polêmicas sobre currículo mínimo, sobre a natureza da disciplina e, em especial, a questão das relações entre os conteúdos da Filosofia com os conteúdos das demais disciplinas e atividades escolares.

    Shoptime +
  • R$ 27,20

    Shoptime
    +

    O livro contesta a tentativa de se transformar um aluno num cientista universal, que deve conhecer tudo sobre todos os conteúdos. O autor considera que o mais importante é o processo de aquisição dos conteúdos, ou seja, o domínio deste trabalho mental, e propõe que a escola seja uma oficina de exercícios, treinos e práticas pedagógicas para tornar mais ágil a mente na procura e na construção da verdade.

    Shoptime +
  • R$ 23,00

    Shoptime
    +

    As críticas à racionalidade moderna atingiram o discurso educacional colocando a Teoria da Educação em uma perspectiva tecnocrática, que rompe a estreita relação da educação com um projeto social de caráter emancipatório. Este livro pretende mostrar que a Teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas fornece o contexto conceitual, não só para mudar o rumo da crítica à Modernidade, mas também para superar os decorrentes paradoxos que surgiram com a crítica da razão instrumental. A produtividade da obra habermasiana para a educação está na recuperação do potencial crítico-emancipatório da razão histórica e ancorada na linguagem. Ampliar o horizonte conceitual da racionalidade permite recuperar a relação razão-emancipação. No âmbito desta relação, é possível retomara Teoria da Educação como saber normativo e propositivo, e a educação como fato capaz de cumprir com a sua função reprodutora, mas também inovadora da sociedade. Um conceito ampliado de razão que atinge o sistema social, mas p

    Shoptime +
  • R$ 39,20

    Shoptime
    +

    O que caracteriza esta obra, já vertida para a língua romena, com o título Filosofia Educatiei, é o seu equilíbrio. Não deseja fazer proselitismo, dando curso às correntes filosóficas que, de alguma forma, tiveram presença, direta ou indireta, no fenômeno da educação. Esta segunda edição foi ampliada, depois de cuidadosa revisão, para que nela igualmente se fincassem as raízes da modernidade, sem o que se tornaria pura e simplesmente uma história da filosofia, que seguramente não é. O autor, professor de História e Filosofia da Educação, com muitos anos de exercício na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) onde foi titular, acumula vasta experiência de vida universitária e também de postos de relevo na vida pública, como os cargos de Secretário de Estado de Educação e Cultura do Rio de Janeiro, além de membro do Conselho Federal de Educação (86-92) e do Conselho Nacional de Educação (96-98).

    Shoptime +